Ford Mustang Shelby GT500

Pois é meus amigos e leitores do Carros Raros BR, o mês mal começou e já tivemos logo de início 2 Audi R8, sendo 1 V8 e 1 V10 !

E pra manter o giro alto o carro de hoje representa os “Muscle Cars” americanos: o Ford Mustang Shelby GT500:

Ford Mustang Shelby GT500 (1-1)[1] A volta de um dos grandes esportivos da Ford, com parceria da SVT e Carrol Shelby, o “pai da criança”.

O carro das fotos é do modelo 2009, com todos os acessórios de origem:

Ford Mustang Shelby GT500 (2-2)[2] As duas faixas ao longo do carro logo indicam que este Mustang não veio a passeio.

Ao contrário dos demais Mustang, este tem a assinatura de Carrol Shelby, um dos principais preparadores de carros e motores, em especial a linha Ford, do fim da década de 60 e inicio de 70…

Ford Mustang Shelby GT500 (3-3)[3]   A Naja na grade denuncia: este não é um Mustang qualquer!

…e isso significa que este Mustang das fotos não está para brincadeira: motor V8 de 5.4 Litros com supercharger e 500 HP de força, aliado a um cambio manual T56 de 6 marchas garantem a esta versão a mesma fúria das versões “old school”, mas um tanto “manso” de certa forma, graças aos estabilizadores eletrônicos.

Ver um Mustang dos novos é algo um tanto raro em certas regiões, mas ver, e ouvir, um Shelby GT500 é algo muito raro independente de onde você esteja!

Ford Mustang Shelby GT500 (4-4)[4] O modelo atrai olhares por onde passa, seja pelo seu desenho ou pelo seu ronco.

Algumas fotos saíram tremidas, até porquê quando eu o avistei eu já tinha passado por ele de bike, e por se tratar de até então um carro muito raro de se ver, voltei a toda perseguindo a “cobra” afim de tirar algumas imagens. Só de chegar perto a adrenalina subiu, e quando ele acelerou ai foi quase um orgasmo! (tá exagerei, mas quem não ficaria impressionado com aquela sinfonia do V8 acelerando?!?!)

Ford Mustang Shelby GT500 (6-6)[6] Dando o “bote”.

Em alguns momentos consegui me emparelhar com a maquina. Por sorte o dono do carro, suponho eu, estava “de boa”, e o tráfego estava tranquilo, apesar de ser um fim de semana de alta temporada. Isso garantiu a primeira foto perfeita, feita em movimento e usando meu celular Nokia 6111 de apenas 1 megapixel! As demais já não tive a mesma sorte de conseguir um bom foco, mas me esforcei ao máximo para consegui-las.

Ford Mustang Shelby GT500 (7-7)[7] Sem dúvida, um dos mais belos e esportivos já fabricados pela Ford norte americana.

Antes que me perguntem se o motorista jogou o carro contra mim na penúltima foto já aviso: eu já estava na calçada a uma distância segura, e por sorte consegui pegar o carro “dando o bote”. Parte foi técnica mesmo,  mas neste caso a sorte contou mais!

 Breve Histórico:

Por volta de 1965 os carros preparados, também conhecidos como “Hot Rods” já faziam parte do cenário norte americano. Além dos carros preparados, haviam fabricantes independentes como a Shelby American, pertencente a Carrol Shelby, piloto de carros e designer, que depois viria a ser parceiro da Ford por longa data. A maioria deles tinha apenas dois assentos, e assim eram chamados de “Cobras”, rem relação aos carros AC Cobra que usavam mecânica Ford 427 feitos por Shelby.

 Ford Mustang Shelby GT350 Fastback 1965 [1]  O primeiro “cobra”, o GT350 de 1965 

O Primeiro Mustang Cobra foi um GT 350 em 1965. Era um fastback equipado com um motor V8 preparado para gerar cerca de 306 HP. Sua pintura era predominantemente branca com duas faixas azul – marinho pintados desde a ponta do capô até o porta malas. Uma variação em azul com faixas brancas também foi fabricada, mas foram poucos os modelos feitos nessa configuração, o que o torna um modelo bem raro mesmo na terra do “tio Sam”.

1966-shelby-hertz[1]  Acima a primeira versão do GT-H, feito para a locadora de carros Hertz, e abaixo as duas gerações, a de 1966 e a de 2007

 Ford Mustang GT-H 1966 e 2007[1]

A partir da linha 1966 o Mustang começa a ser vendido como Shelby GT350 e GT500, este usando um motor maior com 440 HP. As opções de cores aumentaram, passando a ser disponível nas cores vermelho, verde e preto, além dos já conhecidos azul e branco. E no lugar do “cavalo galopante” entra a “Naja”, marca registrada da linha Shelby. Sua produção durou até 1970, chegando a ter muitas variações, em especial uma feita por encomenda para a Hertz, famosa locadora de carros dos Estados Unidos e hoje com mais de 140 filiais espelhadas pelo mundo. O modelo em questão é o Shelby GT-H, com 1003 unidades fabricadas especialmente para locação. Acontece que, por ser uma versão especial de um modelo já especial, o modelo é muito procurado por colecionadores, chegando a valer mais de US$ 200.000,00. As primeiras unidades vinham com cambio mecânico de 4 marchas, e não comum era ver algumas de suas unidades voltando as locadoras com a embreagem queimada ou quebrada! (por quê será hein ?!?!? hehe). Depois disso as unidades seguintes passaram a vir com cambio automático de 3 velocidades.

Shelby Painel[1]  O interior do GT500, com plaqueta no painel numerada e autografada por Carrol Shelby.

Em meados de 2006/2007 a Ford relança a versão GT-H usando a nova geração lançada em 2004. Vinha no mesmo estilo da primeira versão de 1966: cor verde com faixas douradas, cambio automático com 5 velocidades (já prevendo que se fosse com cambio mecânico eles não durariam muito…), além de um pacote de preparação Ford Racing. Foi disponibilizado apenas 500 unidades para a locadora Hertz, tendo também uma inédita versão conversível da versão GT-H. Praticamente foi um termômetro para ver se a volta da Shelby seria viável

 Shelby Engine[1] O motor da “cobra”: 5.4 L V8 e 500 HP.

Em fins de 2007 o GT500 reaparece no Salão do Automóvel de New York, para delírio dos fãs e entusiastas dos “muscle cars”. O retorno do mito se deve a equipe de preparação da Ford, a SVT (sigla de Special Vehicle Team) e a Carrol Shelby. Sua produção é limitada a 10.000 carros por ano no período de 3 anos, e é montado na planta de Flat Rock, em Michigan. Além dele surgiram outras séries especiais como o GT500 KR (baseado na série de TV americana Knight Rider, conhecido no Brasil como Super Máquina), a Super Snake, com um pacote de preparação diferenciado e limitado a 100 unidades, e Shelby Super Terlingua, com um kit de preparação para os motores V6, alem da versão conversível. Entre 2011 e 2012 está previsto o retorno do GT350 em comemoração aos 45 anos do primeiro GT350 fabricado. Quem sabe eu não encontre uma unidade dessas rodando por aqui daqui um tempo?…

E para finalizar, antes de mostrar a ficha técnica, um vídeo de lançamento veiculado na TV americana com a cantora Kelly Clarkson, seguido de uma matéria do programa britânico Top Gear, onde Richard “Hamster” Hammond testa o modelo:

Ficha Técnica: Ford Mustang Shelby GT500

Motor: Dianteiro, longitudinal, 8 cilindros em “V” dispostos a 90º, 32 válvulas DOHC (4 por cilindro). Bloco em ferro fundido, injeção eletrônica e sobrealimentado por um compressor mecânico (“blower”)
Cilindrada: 5409 Cm³
Diâmetro X Curso: N/D
Taxa de Compressão: 8,4:1
Potência Máxima: 500 HP @ 6000 RPM
Potência específica: 99,8 HP/L
Torque Máximo: 692 Nm @ 4800 RPM
Torque Específico: N/D
Cambio: Manual 6 marchas, tração traseira
Suspensão: Dianteira: MacPherson independente por L inverso, barra estabilizadora tubular de 34 mm
Traseira: eixo sólido com três articulações e molas helicoidais, barra Panhard, barra estabilizadora sólida de 24 mm
Freios: Servofreio a disco ventilados e perfurados nas quatro rodas Brembo com 356 mm e pinça de 4 pistões em alumínio na dianteira 300 mm com pinça de pistão único na traseira
Rodas e Pneus: Rodas em alumínio medidas 18 x 9,5 pol., com pneus P255/45ZR-18 na dianteira e P285/40ZR-18 na traseira
Dimensões: Comprimento: 4,76 m
Largura:
1,.87 m
Altura: 1,38 m
Entre Eixos: 2,72 m
Peso: N/D
Desempenho: Velocidade Máxima: 249 Km/h
Aceleração 0-100 Km/h
: 4,6 S
Consumo: Urbano: N/D
Estrada: N/D

 

Fontes: Wikipédia, How Stuff Works em português.

Fotos: Kiko Molinari Originals® e Divulgação

Texto e Edição: Kiko Molinari Originals®

Colaborou com este post: Miguel Cherfan e “Bremm”

7 Response to Ford Mustang Shelby GT500

12 de março de 2011 20:26

Kiko, teu texto ficou supimpa! =)

Vou ver se acho o vídeo do Hammond guiando um azul e branco desses.

12 de março de 2011 20:27

http://www.youtube.com/watch?v=MneTKjKHG0Q

12 de março de 2011 20:34

Opa !!!
Mais um item a ser adicionado ao post, e com os devidos créditos tambem :D

Abração
ass
Kiko Molinari

12 de março de 2011 22:33

nem é um sonho tão imposivel,(o gt 500 é) mas um v8itinho basico usado 2007/2008 sai hoje na faixa de 140cruzeiros,o dia que fica na casa dos 40 ai em pego o meu (http://acessa.me/but8)

12 de março de 2011 23:25

Se estiver em Arapongas, norte do PR (minha cidade natal) vc pode comprar um Mustang GT novo direto da Aravel, revenda Ford da cidade, por aproximadamente R$ 170.000,00, com direito a assistência e peças de reposição, coisa que algumas importadoras não possuem.

Essa revenda tem a matriz em Arapongas e filiais em Apucarana e Maringá, e só em Arapongas foram vendidos 3 unidades logo de início. Só não sei como está as vendas hoje...

Abraços
Ass
Kiko Molinari

13 de março de 2011 05:22

Kiko,

A revenda Franklin (Ford) em Porto Alegre, antes da Daimler-Benz comprar a Chrysler/Jeep/Dodge, dava total garantia para os veículos importados e especiais da marca, inclusive uma raridade que pode ser matéria neste blog, que era o Escort XR3 1.8 by Franklin (na época em que o máximo da fábrica era o CHT 1.6, se não me engano).

Até pouco tempo atrás, quem dava assistência técnica para os automóveis da Chrysler na região era a Savarauto.

13 de março de 2011 18:25

@Bremm: Vê pra mim se consegue mais dados sobre esse veículo e me manda por e-mail: cristianocorreamolinari@bol.com.br

Quanto mais fotos e infos melhor :D

Abraços
ass
Kiko Molinari

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Copyright © 2010 Carros Raros BR. Todos os direitos reservados.
Blogger Template by Anshul Theme By- Simplywp. Adaptado por Rafael.